Blog

A transformação dos negócios na era pós-digital foi tema do Le Fil Day
08.11.2017
A transformação dos negócios na era pós-digital foi tema do Le Fil Day

Estamos vivendo a quarta revolução mundial, que tem como base as novas tecnologias e a transformação digital. Essa revolução impacta, principalmente, os negócios, que buscam ser cada vez mais eficientes, competitivos e sustentáveis a partir do digital. Os impactos dessa alteração são, principalmente, a mudança na expectativa dos clientes, produtos melhorados por dados, inovação, busca de valor atrelado ao cliente e a passagem do modelo operacional para o modelo digital. Na mais recente edição do Le Fil Day, no último dia 25, debatemos sobre o tema, discutindo sobre futurismo e os desafios para 2018.

A previsão para os próximos vinte anos, segundo o futurista e palestrante no Le Fil Day, Jacques Barcia, é a relação de colaboração entre homem e máquina. “As barreiras entre o mundo físico e o mundo virtual não existem mais”, afirmou. As tecnologias, ao contrário do que as pessoas temem, devem otimizar serviços e processos, enquanto o homem vai continuar agindo com inteligência e análise. Isso significa que na experiência do usuário a tecnologia vai ter cada vez mais propósito, indo além dos dados e trazendo soluções.

Essa mudança interfere diretamente no negócio. “Por mais que as empresas disponham de tecnologia, é preciso empoderar as pessoas e promover uma mudança de mindset. A expectativa do cliente é completamente diferente do que tínhamos há alguns anos. Ele quer várias possibilidades ao comprar o produto e se você não se adaptar a isso, seu concorrente ou outra empresa fora do seu segmento vai fazer”, explicou Socorro Macedo, Diretora de Negócios da Le Fil. A importância das empresas estarem orientadas para o cliente foi também citada por Socorro.

As empresas “Mestres em Transformação Digital“ são, em média, 26% mais lucrativas do que as demais empresas de seus segmentos, segundo o MIT. Esses negócios focam não somente em inovação, mas entendem questões mais complexas, como a necessidade de competir não somente com o próprio setor e sim com o grande mercado. A abertura para mudanças e para repensar a estrutura da empresa é também parte essencial do processo de mudança tecnológica e digital nos negócios.

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Notícias Relacionadas