Blog

19.07.2013
SAC 2.0 É tema de Desconferência com a Le Fil na Campus Party Recife

Em Desconferência sobre “SAC 2.0- como relacionar-se com os clientes na web”, a Le Fil abordou a importância e desafios para implantar o SAC 2.0 nas mídias digitais de uma empresa, na segunda edição da Campus Party Recife. O tema foi discutido pela diretora de operações da consultoria em online, Rosário de Pompéia, no espaço do Sebrae.

Atualmente, investir em SAC 2.0 se tornou uma tendência entre as empresas que se cuidam do atendimento ao cliente nas mídias digitais. Abrir um espaço de comunicação mais rápido e interativo ao público, que muitas vezes pretendem fugir da burocracia dos atendimentos por telefone, é uma das ferramentas fundamentais para as marcas que se preocupam com o que o público pensa e, consequentemente, em solucionar seus problemas.

Porém, antes de iniciar essa estratégia, a empresa deve passar por uma mudança cultural, revendo sua organização interna e definindo quais colaboradores serão responsáveis por cada área online de atendimento. Sem esse processo de reestruturação e capacitação da equipe que se comunica com os clientes, uma crise online pode ser instaurada e marcar, negativamente, a imagem digital da empresa.

Durante o evento, Rosário destacou a importância da participação dos funcionários da empresa no SAC 2.0, onde a capacitação deles para atuarem na web atendendo os consumidores são pontos estratégicos para a fidelização do cliente. "Para uma empresa ter SAC 2.0 a decisão precisa vir da direção. Se uma empresa não possui uma política de atendimento, não há SAC 2.0. Os funcionários têm que estar envolvidos em todo o processo para colaborar, participar e responder aos usuários", comenta Rosário.

Na Desconferência, também estava presente a gerente de marketing da Tintas Iquine, Laura Barros, que falou como a indústria de tintas pratica o SAC 2.0 nas redes sociais.
 
0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Notícias Relacionadas