Blog

Growth Hacking: o marketing de resultados rápidos
22.12.2016
Growth Hacking: o marketing de resultados rápidos
Hackers de computadores têm como principal tática observar os sistemas que querem infiltrar para acharem atalhos e falhas que possam ser explorados. Apesar de não ter nada em comum com esse tipo de hacking, o Growth Hacking é uma estratégia de marketing que procura seguir esse princípio de encontrar atalhos.
 
A estratégia do Growth Hacking passa pela abordagem mais científica do marketing, utilizando um foco em estatísticas, além de conhecimento em áreas como metodologia de experimentos e psicologia do consumidor, para comprovar hipóteses rapidamente e achar as melhores estratégias.
 
Sean Ellis, CEO e fundador do maior portal sobre Growth Hacking do mundo, o GrowthHackers.com, cunhou o termo em 2010 e define essa estratégia como "marketing orientado a experimentos". É através desses experimentos que os growth hackers acham gatilhos que promovem um crescimento acelerado nos resultados de um negócio, muitas vezes por meio de vários pequenos hacks que somados levam ao resultado desejado.
 
O funil do Growth Hacking funciona em 5 estágios: Aquisição, onde são desenvolvidas práticas para atrair clientes. Ativação cujo foco é criar uma primeira experiência positiva ao cliente para que na etapa de Retenção, os clientes satisfeitos continuem utilizando o produto ou serviço. Dessa forma, no estágio chamado de Receita esses clientes estão gerando faturamento para a empresa e, por fim, os clientes passam a ser parte do marketing da marca indicando o produto para conhecidos.
 
Um dos maiores exemplos vem do Linkedin, que passou a permitir que perfis públicos fossem visíveis até para quem não participa da rede. Essa mudança – e a otimização do SEO – permitiu que esses perfis aparecessem entre os primeiros resultados no Google. Estratégia que surgiu ao se avaliar que empresas usam ferramentas de pesquisa para avaliar candidatos a vagas de emprego.
0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Notícias Relacionadas