Blog

25.09.2013
As marcas já podem se preparar para anunciar no Instagram em 2014

Por Alisson Vera Cruz, da equipe da Le Fil

Que o Instagram chegou ganhando o carisma dos internautas, no mundo todo, ninguém tem dúvidas! Considerada uma das redes sociais de compartilhamento de fotos mais utilizadas no mundo, alcançando mais de 150 milhões de usuários, o Instagram é “febre” entre as pessoas conectadas que estão dispostas a mostrar imagens dos mais diversos ângulos, filtros e formas. Mas não para por aí. O aplicativo para smartphones é alvo, também, de empresas que estão buscando ficar cada vez mais próximas dos consumidores e futuros clientes no mundo virtual.

Recentemente, a diretora de operações do Instagram, Emily White, disse ao The Wall Street Journal que, desejando lucrar com publicidade na rede social em longo prazo, a empresa pretende iniciar a prática de anúncios no próximo ano. Com essa declaração, as empresas irão ganhar mais uma ferramenta promissora para fixar suas marcas e produtos entre os “Instagrammers”, como são conhecidos os usuários do Instagram.

O investimento em anúncios nas redes sociais é essencial para o mundo corporativo manter boas relações com os clientes, que estão cada vez mais on line. A empresa de pesquisas ComScore divulgou que os brasileiros passam mais tempo conectado do que qualquer outro internauta da América Latina, principalmente através de acesso via mobile, que é o principal alvo do Instagram. O estudo apontou, ainda, que 71% dos consumidores dão preferência em comprar produtos das marcas que eles mais se relacionam nas redes sociais.

A executiva do Instagram, Emily White, não detalhou como serão as estratégias de anúncios no aplicativo de compartilhamento de imagens. Porém, a notícia gerou especulações positivas de novas ferramentas de aproximação com os clientes nas redes sociais e, com certeza, está virando assunto sobre a tendência de investimento em marketing digital.

 

0 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Notícias Relacionadas